O PORTAL DE NOTÍCIAS DO
GRUPO SUL BRASIL DE COMUNICAÇÃO


FAB: áudio do avião não era do voo em que estava Campos

15/08/2014
Conforme a Força Aérea Brasileira, não é possível determinar a data dos diálogos registrados na caixa-preta

As duas horas de áudio registradas na caixa-preta do avião que caiu em Santos, matando o candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB) e outras seis pessoas, não correspondem ao voo em que estava o ex-governador de Pernambuco, na última quarta-feira. A informação foi divulgada pela Força Aérea Brasileira (FAB) nesta sexta-feira.

Os dados do gravador de voz foram extraídos e analisados por quatro técnicos do Laboratório de Leitura e Análise de Dados de Gravadores de Voo (Labdata) do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Conforme texto assinado pelo brigadeiro do ar Pedro Luís Farcic, chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, ainda não é possível determinar a data dos diálogos, pois o equipamento não armazena esse dado.


Confira a nota na íntegra:


“Os dados do gravador de voz (Cockpit Voice Recorder - CVR) da aeronave PR-AFA, que se acidentou no dia 13 de agosto, já foram extraídos e analisados por quatro técnicos do Laboratório de Leitura e Análise de Dados de Gravadores de Voo (Labdata) do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA).

As duas horas de áudio, capacidade máxima de gravação do equipamento, obtidas e validadas pelos técnicos certificados, não correspondem ao voo realizado no dia 13 de agosto. Não é possível, até o momento, determinar a data dos diálogos registrados no CVR, tendo em vista que esse tipo de equipamento não registra essa informação. As razões pelas quais o áudio obtido não corresponde ao voo serão apuradas durante o processo de investigação.

É importante ressaltar que os dados obtidos no gravador de voz representam apenas um dos elementos levados em consideração durante o processo de investigação, não sendo imprescindíveis para a identificação dos possíveis fatores contribuintes.”


“Naquelas horas, tudo é relevante”


Com experiência de 48 anos em aviação profissional, o comandante e professor da PUCRS Cláudio Scherer diz nunca ter visto situação semelhante. Segundo ele, todos os diálogos registrados nos momentos anteriores a um acidente aéreo são fundamentais para elucidar as causas.

Scherer explica que, antigamente, apenas 30 minutos ficavam armazenas na memória da caixa-preta. A gravação ia se renovando automaticamente. Hoje, o prazo estendeu-se para duas horas.

— Não quero contestar as autoridades aeronáuticas brasileiras, mas é difícil ocorrer isso que estão falando. Não consigo imaginar que a gravação, sendo automática e com horário marcado, tenha falhado. Há algo estranho aí, parece que estão querendo esconder algo. Os minutos finais de um voo, naquelas horas, tudo é relevante.


Entenda o que é a caixa-preta


Em aviões comerciais, existem duas caixas-pretas: a chamada Cockpit Voice Recorder (CVR), que registra a conversa entre os pilotos, e outra responsável pela documentação dos dados do voo, conhecida como Flight Data Recorder (FDR). Na aeronave em que estava Campos, porém, havia apenas o CVR, pois a regulamentação estabelece que só aeronaves com assentos para 10 ou mais passageiros precisam de FDR.

O jato que caiu em Santos tinha configuração para nove pessoas, excluindo pilotos. O CVR costuma captar o áudio de três microfones: o do comandante, o do copiloto e de outro que fica em um painel sobre a cabine, registrado o som ambiente. A caixa-preta do Cessna 560XL tem capacidade de gravar duas horas.


Acidente aéreo matou sete pessoas


Candidato à Presidência pelo PSB, Eduardo Campos morreu na manhã de 13 de agosto, em um acidente de avião em Santos, no litoral paulista. A queda da aeronave, que ia do aeroporto Santos Dumont (RJ) ao aeroporto de Guarujá (SP), matou outras seis pessoas – dois assessores, um fotógrafo, um cinegrafista e dois pilotos.

Nascido em Recife (PE) em 1965, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Henrique Accioly Campos era o terceiro colocado na corrida presidencial, atrás de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Campos era neto e herdeiro político de um dos mais influentes líderes da esquerda nacional, o também ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes. Casado há mais de 20 anos com a economista Renata Campos, o candidato deixa cinco filhos, com idades entre 21 anos e cinco meses.

Com a morte de Campos, o nome da vice em sua chapa, Marina Silva (PSB), despontou como favorito. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em caso de falecimento de candidato, o partido do substituído tem de pedir o registro da nova candidatura em até 10 dias. O prazo conta a partir do fato que motivou a substituição.



Fontes e foto: Diário Catarinense e Zero Hora.






Anuncie aqui

(49) 99955-3619
Saiba mais

Ciclone Bicicletas

(49) 3322-3366
Saiba mais

HORÁRIOS DE VOOS

Confira os horários de voos do Aeroporto Serafim Enoss Bertaso.

PROGRAMAÇÃO DE CINEMA

Confira a programação de cinema do Shopping Pátio Chapecó.

(49) 99955-3619
contato@portaloestenews.com.br

Newsletter

cadastre-se e receba nossas atualizações