O PORTAL DE NOTÍCIAS DO OESTE
página inicial |
oeste news |
anuncie aqui |
contato



Chapecó organiza horário de vacinação contra a Febre Amarela

23/01/2018

Alguns Estados e Municípios do Brasil estão enfrentando filas e até mesmo a falta de vacinas para a prevenção da Febre Amarela. Apenas uma dose da vacina é suficiente para manter a pessoa imunizada a vida toda. Em Chapecó, a procura pela vacinação é tímida, o que aumentou foi a busca por orientações e verificação da carteira de vacina para conferir se a pessoa está imunizada ou não.

Segundo a enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Chapecó, Karina Giachini, em Chapecó tem aproximadamente três mil doses da vacina. As doses vêm em frascos com 10 doses cada. Depois que um frasco é aberto, ele tem uma duração de seis horas. Para evitar o desperdício e poder atender o maior número de pessoas com a vacina, a partir de 29 de janeiro, o Município irá concentrar a vacinação contra a Febre Amarela nas unidades de saúde, nas segundas, quartas e sextas-feiras. “É uma estratégia para melhor aproveitar as doses, e assim, podendo atender uma maior quantidade de pessoas”, explicou.

De acordo com Karina, a vacina está disponível nas 26 salas da rede pública de Chapecó, localizadas nos Centros de Saúde da Família. A população deve levar documento pessoal e carteira de vacina. O horário de atendimento é das 7h30 às 11h30 e das 13 às 17 horas. “Importante a pessoa levar a carteira, que se necessário, ela já será atualizada com todas as vacinas”, comentou.


O que é a doença?


A febre amarela é uma doença infecciosa, causada por um vírus chamado amarílico ou vírus da febre amarela, sendo transmitida ao homem mediante a picada de fêmeas de mosquitos infectados, em especial dos gêneros Aedes aegypti (Febre Amarela urbana) e Haemagogus (Febre Amarela silvestre). Os primatas não humanos (macacos) não transmitem a febre amarela, eles são os primeiros a adoecer e nos alertam do perigo da doença. Não há tratamento especifico, sendo apenas sintomático, com cuidadosa assistência ao paciente em ambiente hospitalar.


Quais os principais sintomas da doença?


As manifestações iniciais da doença são: febre alta de início súbito, sensação de mal estar, dor de cabeça, dor muscular, cansaço, calafrios, náuseas e vômitos. Quando a doença evolui para a forma grave, há um aumento da febre, diarreia, reaparecimento dos vômitos, dor abdominal, icterícia (olhos amarelados, semelhante à hepatite), manifestações hemorrágicas (equimoses, sangramentos no nariz e gengivas) e ocorre funcionamento inadequado de órgãos vitais como fígado e rins. A única forma de evitar a febre amarela silvestre é a vacinação contra a doença.


Vacinação


A cobertura vacinal em crianças menores de um ano em Chapecó para Febre Amarela vem se mantendo adequada, o que indica uma imunização efetiva da população. O Ministério da Saúde indica, a partir de abril de 2017, uma única dose da vacina Febre Amarela para as áreas com recomendação vacinal em todo país. A dose de reforço não é mais recomendada por considerar que a imunidade protetora desenvolve-se em 30 dias para cerca de 99% das pessoas vacinadas.


Quem deve tomar a vacina?


Crianças de nove meses de idade até pessoas com 59 anos de idade, a partir de 60 anos deve-se receber indicação médica se forem se deslocar para áreas com transmissão da doença. A vacina deve ser tomada 10 dias antes da viagem para proteção. A pessoa que recebeu uma dose da vacina de febre amarela ao longo da vida, portanto, será considerada vacinada.


Contra indicação da vacina


É contra indicada para gestantes e mulheres que estejam amamentando, portadores de doenças autoimunes e doenças neurológicas, crianças menores de seis meses de idade.


Situação epidemiológica


Santa Catarina tem 162 municípios com área de recomendação vacinal. Chapecó está entre esses municípios, porém não há motivo para busca da vacinação de forma indiscriminada, pois o Município não tem evidências e risco de circulação viral. Santa Catarina não registra casos de febre amarela em humanos desde 1966. Nos últimos dez anos, Chapecó registrou 17 casos suspeitos da doença, desses, seis residentes do Município. Todos os casos foram descartados por diagnóstico laboratorial.



Fonte e foto: Secretaria de Comunicação Social/Prefeitura de Chapecó.





Giselle Garcia e Mustang Blues Brothers

Anuncie aqui

(49) 8817-8283 ou 9955-3619
Saiba mais

Ciclone Bicicletas

(49) 3322-3366
Saiba mais

HORÁRIOS DE VOOS

Confira os horários de voos do Aeroporto Serafim Enoss Bertaso.

PROGRAMAÇÃO DE CINEMA

Confira a programação de cinema do Shopping Pátio Chapecó.

HORÁRIOS DE ÔNIBUS

Consulta de horários de ônibus em Chapecó.

(49) 99955-3619
contato@portaloestenews.com.br

Newsletter

cadastre-se e receba nossas atualizações