O PORTAL DE NOTÍCIAS DO
OESTE CATARINENSE


Exportações de Santa Catarina crescem 16,9% em agosto

15/09/2021
Resultado foi influenciado principalmente pelos preços internacionais favoráveis dos produtos exportados pelo Estado

Os embarques catarinenses para o exterior tiveram um avanço de 16,9% em agosto de 2021 na comparação com o mesmo mês do ano anterior. De acordo com análise do Observatório FIESC, o resultado foi influenciado principalmente pelos preços internacionais favoráveis dos produtos exportados por Santa Catarina, além da depreciação do real em relação ao dólar.

As carnes de aves e de suínos permaneceram como os principais itens na pauta catarinense e responderam por cerca de 27% das exportações em agosto. Entre os destaques estão os setores de Madeira e Móveis e Equipamentos Elétricos, que vêm passando por uma alta nos embarques para o exterior. O reaquecimento da economia dos Estados Unidos ajuda a explicar o avanço destes segmentos, que tiveram expansão de 29,6% e 48,7%, respectivamente, no valor exportado em agosto na comparação com o mesmo mês em 2020.

“Percebemos um reaquecimento da economia nos principais mercados internacionais, o que abre oportunidade para Santa Catarina. Vender para esses países reforça a qualidade dos produtos fabricados pela indústria catarinense, que atende padrões internacionais de fabricação”, comenta o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar.

Em agosto, os Estados Unidos se mantiveram como principal parceiro comercial de Santa Catarina, com US$ 171 milhões negociados. O grande destaque positivo ficou para a Argentina, que elevou de forma significativa as importações dos setores Metalmecânica e Metalurgia e Alimentos e Bebidas. Com US$ 48,3 milhões em compras da indústria catarinense frente a US$ 33,7 milhões de agosto de 2020, o incremento total do país vizinho foi de 43%. O Chile, que chegou a US$ 45,5 milhões em aquisições de Santa Catarina, também apresentou ampliação das importações de carnes catarinenses.

Na comparação com julho, entretanto, houve queda de 8,8% nas exportações catarinenses em agosto, considerando a série sem os efeitos sazonais. A análise do Observatório FIESC aponta que, apesar da retração, os números vêm se mantendo em patamares elevados, graças, sobretudo, ao bom desempenho da economia dos Estados Unidos.

Do total exportado pelo Brasil, Santa Catarina foi responsável por 3,2%, sendo o 10º estado mais representativo entre as unidades federativas.


Importações avançam 73,4%


As importações de agosto somaram US$ 2,014 bilhões em Santa Catarina, resultado 73,4% superior ao mesmo período de 2020. Na série sem os efeitos sazonais, apesar da expansão observada a partir da segunda metade de 2020, observa-se um movimento de queda nos últimos três meses.

O destaque entre os produtos continua para o cobre refinado, com US$ 136 milhões movimentados, aumento de 167% na comparação com agosto de 2020. O avanço se dá em virtude de elevações da demanda de setores que utilizam o insumo em seus processos produtivos, como Máquinas e Equipamentos, Equipamentos Elétricos e Indústria Automotiva.

A balança comercial de Santa Catarina registrou saldo negativo de US$ 1,158 bilhão no mês de agosto. É o maior déficit para o mês de agosto da série iniciada em 1997. Desde meados de 2009, a balança comercial catarinense é deficitária.



Fonte e foto: Assessoria de Imprensa/Federação das Indústrias de Santa Catarina - FIESC.






Anuncie aqui

(49) 99955-3619
Saiba mais

Ciclone Bicicletas

(49) 3322-3366
Saiba mais

HORÁRIOS DE VOOS

Confira os horários de voos do Aeroporto Serafim Enoss Bertaso.

PROGRAMAÇÃO DE CINEMA

Confira a programação de cinema do Shopping Pátio Chapecó.

(49) 99955-3619
contato@portaloestenews.com.br

Newsletter

cadastre-se e receba nossas atualizações